#TOJOGANDO: Middle-Earth Shadow of Mordor


 É, faz tempo que não posto nada aqui, enfim, cá estou eu para voltar e falar de um jogo maroto: Middle-Earth Shadow of Mordor, para quem não conhece se trata de um game de ação e aventura com elementos de RPG disponível para PS3, XBox 360, PS4, XBox One e PCs inspirado no universo criado por J. R. R. Tolkien.

  A narrativa do jogo se passa após os eventos de "O Hobbit" e antes de "O Senhor dos Anéis", no game somos apresentados a Talion um guardião que foi morto por Orcs assim como sua esposa e filho, Talion é amaldiçoado a continuar vagando pelas terras de Mordor e sem o direito de morrer, seu corpo agora é compartilhado com um misterioso espectro de um elfo (sem mais detalhes para não dar spoilers), Talion deve então buscar vingança indo atras daqueles que o mataram para enfim poder descansar.

 O jogo Shadow of Mordor foi considerado pela critica como o melhor jogo de 2014, um mérito não muito notório em vista que o ano de 2014 foi muito fraco para o ramo de jogos (comparado com 2013 que tivemos grandes lançamentos), Shadow of Mordor inovou pouco, buscou formulas já consagradas como o sistema de batalha do Batman da serie Arkham, e o sistema de stealth de Assassin's Creed, além de vários outros elementos presentes nestes e outros jogos de grande sucesso.

 Uma grande inovação que o game trouxe foi o sistema "nemesis", o exercito dos Orcs é composto de vários capitães, uma hierarquia como em qualquer exercito, o que é mais interessante é que o exercito de Sauron sempre está em conflito, os capitães disputam constantemente o poder, traições e inimizades geradas de uma forma bem fluida e bacana, além que qualquer Orc que lhe matar em combate, seja um mero soldado ou um capitão irá ganhar notoriedade no exercito e subir de cargo, você vai criar muito ódio por certos capitães e vai ter um gostinho a mais quando finalmente puder cortar sua cabeça, muito bacana mesmo!

Os combates são viciantes, nunca vai se cansar de matar esses Uruks.

 As missões são bem variadas e cada uma vai lhe dar um tipo diferente de recompensa ("XP" para poder desbloquear mais uma habilidade, "P" para abrir mais habilidades na arvore de skills para serem adquiridas e dinheiro para comprar upgrades como um HP maior, ou carregar mais flechas por exemplo) o que vai te obrigar a fazer todo o tipo de missão mas não se preocupe, todas são igualmente divertidas e viciantes.

 A dublagem do jogo é muito boa, principalmente as dos Orcs, no entanto algumas vozes não se encaixaram bem mas nada que torne a dublagem um ponto negativo para o game, outro ponto que tenho algumas criticas é a trilha sonora, não me levem a mal, a trilha sonora é boa, mas não chega aos pés da trilha sonora dos filmes do Peter Jackson, a trilha sonora de LOTR é simplesmente fodastica, essa daqui é só legal.

 Falando em pontos negativos, para aqueles que esperam uma grande ligação com os filmes e livros pode sofrer uma grande decepção, a ambientação é toda expirada na Terra Média mas com pouca ligação com O Hobbit e O Senhor dos Anéis, este fato me afastou do game ao primeiro momento mas assim que peguei pra joga-lo, não consegui parar.

Esse anão não parece anão.

 Um ultimo ponto negativo é que este jogo não apresenta nenhum tipo de jogatina online, há apenas a campanha Single Player, pelo menos a mim isto não incomodou, toda a atenção se voltou para a campanha e isto trouxe um game bem satisfatório.

 Jogando na balança os pontos positivos e negativos posso garantir que esse é um ótimo jogo, para os amantes do universo criado por Tolkien ou simplesmente para quem curte um bom jogo de ação e aventura Shadow of Mordor vale a pena ser jogado, uma jogabilidade fantástica, uma ambientação muito boa e uma campanha divertidíssima, quem sabe teremos uma sequencia em breve, só espero que não apressem para lançar o próximo para não cuspirem um game que não chega a altura deste, afinal não precisamos de uma sequencia todo ano com jogos pouco inovadores e cheio de problemas (ouviu Ubisoft?).