Filmes de Máfia: Os Intocáveis


 Encerrando a nossa serie de filmes de máfia vamos falar de mais um (grande) filme do Brian De Palma, chegamos a falar nessa serie sobre outro filme de máfia dele (Scarface, clique aqui para ler), Os Intocáveis, filme de 1987 que narra o período da lei seca nos Estados Unidos e no papel de Al Capone temos Robert De Niro que inclusive já participou do filme Os Bons Companheiros que citamos aqui (clique aqui para ler) e que também fez o papel de Don Corleone no O Poderoso Chefão Parte II (cheguei a falar do primeiro filme aqui nesta serie, clique aqui para ler).

 Repararam que dei um jeito de citar todos filmes que fiz da serie Filmes de Máfia? Foi proposital mesmo.


Sean Connery, Kevin Costner e Brian De Palma

 Os Intocáveis (The Untouchables no original) é um filme de 1987 dirigido pelo Brian De Palma (diretor de Scarface e Missão Impossível) e com roteiros de David Mamet (roteirista do filme Hannibal), o filme foi distribuído pela Paramount Pictures e é baseado no livro de 1957 de mesmo nome, escrito pelo Oscar Fraley.

 Durante o período de 1920 a 1933 nos Estados Unidos ocorreu a lei seca, diferente do Brasil que a lei seca proíbe o consumo em determinadas situações ou horários (bares são proibidos de comercializar bebidas alcoólicas em determinados horários, o consumo em dia de eleição ou caso a pessoa vá conduzir um automóvel por exemplo) nos Estados Unidos a lei seca proibiu totalmente a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas, feito isso o país foi vítima de um comercio ilegal muito forte de bebidas e diversos criminosos lucraram muito, entre todos o que mais se destacou e mais lucrou foi sem duvida Alphonse Gabriel "Al" Capone, para poder impedir o mafioso o agente do tesouro americano Eliot Ness foi convocado, ele liderou um grupo de agentes federais que foi apelidada de "Os Intocáveis".

 Este período sangrento na história dos Estados Unidos acabou servindo de roteiro para este brilhante filme, uma curiosidade é que Al Capone e Eliot Ness nunca se encontraram pessoalmente apesar que isso aconteceu no filme.

Os Intocáveis

 Para deter Al Capone (Robert De Niro) Eliot Ness (Kevin Costner) monta um pequeno grupo que a mídia passou a chamar de "Os Intocáveis", o primeiro a ser chamado é o policial Jim Malone (Sean Connery) que acaba se tornando uma especie de mentor para Eliot, o policial George Stone (Andy Garcia) entra no grupo por ser um excelente atirador e por fim o contador Oscar Wallace (Charles Martin Smith).

 Um aspecto espetacular neste filme é a trilha sonora, ela é composta pelo músico italiano Ennio Morricone que já trabalhou na trilha sonora de diversos filmes, como por exemplo Bastardos Inglórios do Quentin Tarantino, a trilha sonora cai muito bem como filme e consegue melhorar todas as cenas, tornando-as épicas.

O melhor papel de Kevin Costner!

 Os Intocáveis recebeu um Oscar e um Globo de Ouro, ambos para melhor ator coadjuvante (Sean Connery) e recebeu a nota média de 79,5 nos sites Metacritic e Rotten Tomatoes.

 O filme se vendeu como "o melhor filme de máfia desde O Poderoso Chefão", geralmente quando filmes se apoiam na fama de outro filme tendem a não serem bons, mas este não é o caso de Os Intocáveis, quem disse isso não poderia estar mais correto, o filme é excelente, o roteiro e direção foram muito bem cuidados, a relação que os quatro protagonistas tem são muito bacanas, a trama é bem envolvente e intrigante, nenhuma cena neste filme é ruim, deixei para falar deste filme por ultimo porque ele é uma verdadeira obra de arte e queria encerrar nossa serie de filmes de máfia com chave de ouro, o melhor filme que o Brian De Palma fez até hoje e se quer começar a conhecer filmes deste gênero, Os Intocáveis é o melhor de todos.