Jogue Agora: God Hand


 Esse daqui se encaixa na categoria de jogos (muito) bons que pouca gente teve a oportunidade de conhecer, para quem curte jogos no estilo Beat 'em Up e jogos muito difíceis se prepare pois este aqui é os dois.

 Lançado em 2006 no Japão e chegando em 2007 na America do Norte o game foi desenvolvido pelo Clover Studio e distribuído pela Capcom, o falecido Clover Studio foi fundado pela Capcom e já produziu diversos jogos como Okami e a serie Viewtiful Joe, a maioria dos trabalhos da empresa foram para o GameCube e o Playstation 2; em 2007 o estúdio foi desfeito e todos os direitos das obras foram para a Capcom, God Hand lançado para o Playstation 2 foi o ultimo jogo da empresa, o tornando uma obra única.
Cuidado com o Gorila, ele é um lutador profissional

 O jogo foi dirigido por Shinji Mikami, criador da serie Resident Evil (precisa dizer mais?), ele foi transferido para o Clover Studio logo após terminar seu trabalho no Resident Evil 4, atualmente Mikami montou seu próprio estúdio chamado Tango Gameworks em que lançou seu mais recente trabalho: The Evil Within.

 Agora que já conhecem um pouco da historia do Clover Studio, quem é Shinji Mikami e tudo mais vamos nos focar no game: God Hand é um jogo em terceira pessoa totalmente inspirado nos antigos Beat 'em Ups, o jogo é recheado de humor e referencias a diversos elementos da cultura Pop, há por exemplo um chefe chamado Elvis, inspirado no Elvis Presley no fim de carreira (barrigudo e viciado em charuto, não me levem a mal, sou fã de Elvis mas ele estava assim mesmo), há também um grupo de super anões coloridos (como os Power Rangers) e por ai vai.
Gene contra Elvis

 O protagonista se chama Gene, ele possui uma personalidade muito parecida com a de Dante de Devil May Cry, fanfarrão, faz piada com todo mundo, não leva nada a sério mas no fundo tem um bom coração e um grande senso de justiça, a unica diferença é que Gene é extremamente tímido e sem jeito com as mulheres, o que o faz sempre ser manipulado e feito de bobo por sua parceira Olivia que sempre o coloca em altas confusões.

 Há cerca de 100 golpes diferentes para customizarmos a jogabilidade do personagem, podemos criar sequencias de golpes, escolher os especiais, tudo pode ser personalizado, os golpes tem movimentos bem plásticos e são muito bem feitos, podemos por exemplo criar um personagem que só luta com as pernas ou punhos, tudo vai depender do seu gosto e necessidade.
Os Golpes de Roleta são absurdos

 Há golpes especiais chamados golpes de Roleta que são extremamente absurdos e exagerados, podemos por exemplo arremessar o inimigo para o espaço, criar um taco de Beisebol de energia ou simplesmente um chute nas partes baixas, fora isso podemos liberar o poder máximo do braço do Gene durante um curto período de tempo para ficar mais forte, há uma variedade imensas de movimentos e aprender a dominar o jogo é uma tarefa bem complicada.

 No jogo ao quebrarmos caixas e barris encontramos frutas que servem para curar o HP como nos antigos Beat 'em Ups, também encontramos cards que podem aumentar a barra de especial e dinheiro que pode ser usado para fazer upgrades no personagem (comprar novos golpes, melhorar a barra de especial ou a barra de energia, etc).
Luta épica e difícil demais

 God Hand ficou marcado por seu humor levado ao extremo, o jogo não se leva a sério em momento algum, é impossível não dar risada das situações bizarras que acontecem no jogo, as fases são bem variadas e os inimigos são customizados de acordo com elas, um parque de diversão por exemplo os inimigos estarão vestidos de palhaços, os chefes em sua maioria são bem divertidos e difíceis também.

 Infelizmente o jogo vendeu muito pouco, jogos que são muito difíceis tendem a ter um numero de vendas muito reduzido, no caso de God Hand o jogo nem ao menos se pagou, dias após ter chegado na America do Norte o estúdio foi desfeito, a Capcom já vem algum tempo passando por dificuldades financeiras e as baixas vendas do God Hand contribuíram para o fechamento do Clover Studio, o que é mais triste é que o jogo vendeu tão pouco por ser difícil, os gamers de hoje estão cada vez mais relaxados, God Hand te desafia, você pode fazer Upgrades no personagem mas o que vale mesmo é você melhorar como jogador, eu levei muita porrada mas consegui terminar o jogo, como disse não é impossível, só é preciso determinação.

 O Playstation 2 foi o videogame mais vendido do mundo, teve milhões de jogos e se for fazer um top 5, God Hand vai estar nesta lista dos cinco melhores jogos pra mim, quem conhece o Shinji Mikami sabe que o trabalho dele é ótimo e para quem esta com saudades dos antigos Beat 'em Ups este é um prato cheio, mas tente não socar o controle toda vez que morrer, porque isso vai acontecer muito.