Leia Agora: Homem de Ferro O Demônio na Garrafa


 Vamos simbora, prum bar, beber cair... eita passou o momento bebum já!

 Quando tempo não falava de HQs aqui não é mesmo? Quanto tempo não postava nada também, enfim, vamos falar da HQ que mais fede a cachaça e pinga: Homem de Ferro: O Demônio na Garrafa.



 Confesso que até hoje li pouquíssimas HQs do Homem de Ferro, não esta entre meus heróis prediletos na Marvel e a Marvel nem é minha editora predileta (quem me conhece sabe que eu curto muito mais a DC Comics) mas confesso que curti muito o quadrinho, me surpreendi com a narrativa principalmente levando em consideração a época que ela foi publicada.

Tony Stark

 O quadrinho é escrito pelo David Michelinie que na Marvel já trabalhou com Os Vingadores, o Homem Aranha, Capitão America e outros, na DC Comics já trabalhou com diversos personagens principalmente o Superman.

 O principal desenhista deste arco é o John Romita Jr, filho do John Romita que também foi um grande desenhista de quadrinhos, John Romita Jr desenhou inúmeras HQs de sucesso da Marvel, personagens como Demolidor, Thor, Homem Aranha já tiveram o privilégio de serem desenhadas por ele (para quem coleciona as Graphic Novels da Salvat pode notar que o nome John Romita Jr é um dos, senão o mais recorrente nome de desenhista destes quadrinhos).

 Vale citar que Bob Layton participou dos roteiros e arte final e Carmine Infantino contribuiu com sua arte.
O maior vilão do Homem de Ferro

 Bem vamos falar um pouco da HQ, afinal é pra isso que estamos aqui não é mesmo? Pensava eu que o quadrinho falaria apenas do problema do Tony Stark com as bebidas mas a história vai muito além disso, antes da consequência há sempre uma causa, logo no começo já somos apresentados a um Tony Stark com diversos problemas, além de atuar como o Homem de Ferro e líder dos Vingadores ele tem que lidar com os problemas do seu alter-ego, o milionário descobre que a SHIELD quer tomar controle das Industrias Stark e já possuí quase metade das ações da empresa.

 Vamos acompanhando aos poucos o personagem se perdendo, o consumo de álcool vai se tornando cada vez mais intenso de acordo com que seus problemas vão aumentando e ele vai perdendo o controle da situação.

Tony Stark curte Matanza

 O Demônio da Garrafa tem uma profundidade maior que as demais HQs que saíram naquela época porque apesar de fictícia, o problema é real, dificilmente alguém que esta bem vai se entregar as bebidas mas em um momento de fragilidade o consumo pode te envenenar e pode ser que se torne um caminho sem volta, acompanhamos a ruína do personagem devido a este vício e conseguimos identificar a situação, seja por algum parente que passou por isso, o pai de algum amigo seu, algum conhecido, etc, o problema é comum, real e fatal e se o Tony Stark não tivesse pessoas ao seu lado seria um caminho sem volta, o que infelizmente na realidade é muito comum mesmo.

A HQ conta ainda com participações do Capitão America, Namor, Homem Formiga e vários outros, além do plano principal da história a diversas batalhas e muito divertidas, um destaque para a arte de John Romita Jr que é excelente desde sempre.

 Uma excelente pedida para os fãs de quadrinhos e uma leitura obrigatória para quem é fã do Homem de Ferro, a história não ficou datada e a arte tem um charme que não se perde com o tempo, vale muito a pena mesmo.