Dica de Livro: Ao Espaço e Além


 Meu presente de aniversário que ganhei da minha namorada chegou mais cedo este ano e depois de terminar de ler algumas vezes eu decidi falar sobre este livro muito bacana chamado Ao Espaço e Além, escrito pelo R. A. Montgomery.


 Hoje em dia é muito complicado conseguir encontrar algum livro-jogo, eles se tornaram escassos após a criação dos RPGs de mesa que por sua vez esta perdendo espaço para os videogames, é o ciclo da cultura nerd que vai mudando com o passar dos anos mas nem por isso os RPGs de mesa nem os livro-jogos morreram, um bom exemplo é essa coleção Escolha Sua Aventura da Editora Versus.

Livros da coleção.

 Raymond Almiran Montgomery foi um dos principais contribuidores para a serie de livros Escolha Sua Aventura, as publicações dessa serie começaram em 1979 e Montgomery já publicou mais de 50 livros dessa serie, o autor faleceu em novembro de 2014 aos 78 anos.

 Dentre todas as histórias a que mais havia me chamado a atenção foi Ao Espaço e Além, provavelmente por ser fascinado por histórias espaciais ao estilo Guia do Mochileiro das Galaxias e Doctor Who, admito, sou viciado neste estilo de narrativa.

 Ao Espaço e Além você é o personagem principal da história, sua primeira escolha é decidir seu planeta de origem, você deve escolher entre Kenda ou Croyd e sua decisão vai influenciar em todo o decorrer da história, é preciso confiar na sua intuição e pensar bem nas consequências, afinal você pode acabar viajando no tempo até a época dos dinossauros, parar em um buraco negro ou se meter em uma guerra espacial.

R. A. Montgomery

 A possibilidade de pegar o livro e cada vez ter uma aventura diferente é muito bacana, este tipo de leitura é muito indicada para que as crianças comecem a ter gosto por leitura, se imaginar na pele do personagem principal e poder escolher vários caminhos, infelizmente este tipo de livro esta cada vez mais raro, é uma pena porque é uma ótima introdução para o mundo dos livros.

 A leitura é muito indicada para os adultos também, poder se permitir imaginar como um grande herói viajando pelo espaço, conhecendo coisas novas e despertar o lado criança dentro de nós que apenas quer se divertir, é o tipo de coisa que não tem preço.