Leia Agora: Lobo Gladiadores Não-Americanos


 Lobo é um dos personagens mais legais da DC Comics, isso se você curtir quadrinhos com violência e humor negro é claro, apesar de hoje a DC praticamente ter matado o anti herói no passado tivemos grandes histórias do personagem, uma bem bacana é Lobo: Gladiadores Não-Americanos.

Lobo é um personagem da DC Comics criado em 1983 pelos escritores Keith Giffen (também desenhista) e Roger Slifer, o personagem é um alienígena do planeta Czárnia, tem mais de 400 anos, tem super força, super olfato, tem capacidade de cura e também é imortal. O personagem sempre chama a atenção por ser um completo sociopata, Lobo é violento, mal humorado, prepotente e sanguinário, nunca é claro se o personagem é um anti herói ou um vilão, ele simplesmente faz o que quer e quando quer e não há ninguém no universo inteiro capaz de para-lo.

Alguém perdeu uma perna?

 O quadrinho é escrito por Alan Grant (além de Lobo já trabalhou com o Juiz Dredd, Batman, inclusive ele foi criador do vilão Scarface do Batman) e John Wagner (co-criador de Juiz Dredd, ao lado de Carlos Ezquerra) e a arte fica por conta de Cam Kennedy.

 A mini série Lobo: Gladiadores Não-Americanos (Lobo: Unamerican Gladitors no original) foi publicada originalmente em 1993, dividia em quatro edições, aqui no Brasil chegou a ser publicada em dois volumes, cada um com dois capítulos, por aqui foi publicado pela editora Brain Store.

 Lobo é enviado para um planeta chamado Mondo Carno, aonde se realiza um festival chamado Mundo Maravilhoso da Carnificina, o evento é televisionado para todo o universo e apresentado pelo Johny César, imperador do planeta.

 Além do festival o planeta tem diversas outras atrações como  o parque do suicídio, galeria da confusão, lojas de armas, os piores bares da galaxia, e até brincadeiras para crianças como o divertido esmague o coelhinho, aonde as crianças com marretas vão batendo nos coelhos até ficarem só as tripas, só diversão né?

Lobo ganhou até um peixinho

 Lobo Gladiadores Não-Americanos é uma excelente HQ para quem curte muito humor negro e violência desenfreada, o roteiro é plano de fundo e os desenhos não são dos melhores mas nada disso impede que o quadrinho seja muito divertido e lhe proponha boas risadas, para quem curte as histórias do personagem vai adorar esta.