Dica de Filme: Rocky


 Semana passada eu fiz uma maratona dos filmes do Rocky Balboa e é claro, não poderia deixar de recomendar essas obras de arte do nosso querido Sly, então vamos começar com o primeiro filme da serie, Rocky de 1976, ou como é chamado aqui no Brasil, Rocky: Um Lutador.


 Rocky teve a direção de John G. Avildsen que também cuidou da trilogia classica de Karate Kid, os roteiros são do próprio Sylvester Stallone e o filme foi distrubuído pela United Artists, o longa contou com um curto orçamento de 1 milhão de dólares e faturou incríveis 225 milhões.

Adrian e Rocky

 Apollo Creed (Carl Weathers) estava a procura de um adversário para lutar contra ele no dia do ano novo, no entanto os pugilistas não estão a sua altura ou tem medo de enfrenta-lo, é então que Apollo tem um plano: desafiar um boxeador totalmente desconhecido e dar a ele uma chanse de lutar contra o campeão e ser reconhecido, é assim que ele acaba ouvindo falar sobre Rocky Balboa (Sylverster Stallone).

 Rocky nunca conseguiu ser reconhecido no esporte e para sobreviver ele precisa trabalhar como cobrador do agiota Tony Gazzo (Joe Spinell), ao ser desafiado por Apollo ele precisa agora treinar com Mickey Goldmill (Burgess Meredith) no qual ele jamais teve uma boa relação.

 Enquanto Rocky se prepara para a maior chanse de sua vida ele também acaba se envolvendo e se apaixonado pela Adrian Pennino (Talia Shire), irmã do seu amigo Paulie Pennino (Burt Young).

Creed vs Balboa

 O filme apesar de ter um enredo simples é muito envolvente, o filme consegue dar boas lições de como aproveitar as oportunidades que a vida te da e se esforçar ao máximo, além de criar um elo muito forte entre Rocky e Mickey que em outros tempos não conseguiam se entender.

 O filme se tornou um sucesso absurdo, hoje por exemplo qualquer amante do filme não consegue visitar a Filadélfia sem subir as escadas do Museu de Arte, por lá também é possível encontrar uma estatua do Rocky doada pelo prórpio Stallone após o sucesso de Rocky III.

Socando as carnes

 Rocky recebeu 10 indicações ao Oscar vencendo em 3 delas (Melhor Filme, Melhor Diretor para John G. Avildsen e Melhor Edição para Richard Halsey e Scott Conrad), para o Globo de Ouro recebeu 6 indicações e venceu uma (como Melhor Filme).

 O longa continua sendo muito bom, e é até hoje um dos melhores filmes do Stallone, é obrigatorio assistir pelo menos uma vez para todo mundo que é amante do cinema.

 Pelo Rotten Tomatoes recebeu uma nota de 92% da crítica e 68% da audiência, um excelente filme para começar a acompanhar a carreira do nosso querido Sly.