Leia Agora: Guerra Civil da Marvel


 Guerra Civil é sem sombra de duvidas um dos quadrinhos mais importantes e impactantes da Marvel Comics, o que poderia ser apenas um crossover com um monte de super heróis distribuindo porrada se tornou um quadrinho visionário e muito bem escrito.

 O quadrinho levou bastante tempo para ser elaborado e seu impacto foi tão grande que todas as revistas mensais da Marvel estavam envolvidas neste grande evento, o arco principal teve sete edições que foram publicados originalmente entre 2006 até 2007.

Um dos momentos mais fodas da HQ

 O quadrinho é escrito pelo Mark Millar, um dos mais famosos e conceituados roteiristas de quadrinhos na atualidade, em seu vasto curriculo temos Superman: Red Son (aqui no Brasil foi publicado como Superman: entre a foice e o martelo), Kick-Ass, Os Supremos, Wolverine: O velho Logan, Marvel Knights, dentre outros.

 Já os desenhos ficaram por conta do canadense Steve McNiven, no qual já trabalhou outras vezes com o Mark Millar (Wolverine: O velho Logan e Nêmesis por exemplo), entre seus trabalhos notaveis temos Os Novos Vingadores e diversos outros.

Capitão America vs Homem de Ferro!

 Logo no inicio do quadrinho nos conhecemos um grupo de heróis chamados de Os Novos Guerreiros, este grupo é acompanhado por uma equipe de TV que transmite as façanhas do grupo em uma especie de reality show, o programa não estava recebendo uma boa audiência e na esperança de melhorar seu publico eles decidem invadir o esconderijo de vilões muito acima da capacidade deles.

 É ai então que toda merda acontece, um dos vilões, chamado de Nitro causa uma grande explosão que devasta grande parte da cidade, escolas, hospitais e diversas recidencias são completamente devastadas, ferindo centenas e matando milhares de pessoas, a população então culpa todos os heróis no geral e começam a protestar contra qualquer tipo de vigilante.

 Tony Stark, o Homem de Ferro então decide liderar uma campanha para que todo héroi seja registrado e responda ao governo, junto com ele esta Reed Richards (Sr Fantástico), Homem Aranha e diversos outros heróis que decidem apoiar a causa.

Os Novos Guerreiros

 Para a grande surpresa o Capitão America se opõe a Lei de Registro de Super-Humanos, além do risco de espor as identidades secretas o Capitão temeve que o governo americano quisesse usar estes heróis para travarem suas guerras, junto com ele estava Hercules, Demolidor, Susan Storm (Mulher Invisível), Justiceiro e diversos outros heróis que nesse momento começam a ser tratados como foras da lei.

 Para reconquistar o carista da população Tony Stark pede para Peter Parker revelar sua identidade ao publico, já como o Aranha sempre foi o amigão da vizinhança, um dos eventos mais marcantes do quadrinho e que trouxe grandes consequencias para o desenrolar da história.

 Sem entrar em mais detalhes do enredo para não dar nenhum spoiler, Guerra Civil foi até então o melhor quadrinho que eu já li da Marvel, o enredo é muito bem bolado e os desenhos do Steve McNiven mantem o grau de excelencia que ele sempre teve.

Mais uma moeda de prata para Tony Stark

 Quase em todas as vezes que vemos heróis trocando tapas é por causa de algum plano maligno de algum vilão e quase todas as vezes estas lutas terminam por empatadas, é outro grande fator que este quadrinho se destaca, toda a confusão é feita por conta dos proprios heróis e há sim um lado vencedor, não é uma daquelas histórias que tudo termina em pizza.

 Mark Millar sempre (ou quase sempre) é responsável por quadrinhos com um enredo genial e em Guerra Civil não foi diferente, hoje podemos encontrar estas publicações em um encardenado de volume unico (pela Salvat ou então pela Panini), também foi publicado um livro inspirado nesta HQ e ela também servirá de base para o enredo do terceiro filme do Capitão America, para quem é fã da Marvel é uma leitura mais que obrigatoria.