Flash - The Man Who Saved Central City (Crítica)


 Enfim a segunda temporada do Flash finalmente chegou, após um final de temporada fantástico eu estava muito ansioso para ver o que iria acontecer em seguida, infelizmente o primeiro episódio foi bem morno mas ainda sim foi bacana, vamos a crítica, lembrando que este post tem spoilers.

 Eu acreditava que a singularidade poderia alterar gravemente Central City mas de início não mudou nada, a serie se inicia 6 meses após os eventos do Season Finale da primeira temporada, Barry Allen / Flash (Grant Gustin) está trabalhando sozinho no combate ao crime acreditando que assim poderia salvar seus amigos, era obvio que no final ele ia aceitar a ajuda dos amigos e aceitou, bem clichê mesmo.

Joe e Barry

 No episódio um novo meta-humano surge para atormentar a vida do Flash, a grande diferença é que o unico objetivo dele é matar o homem mais rápido do mundo, pouco antes de ser derrotado o vilão disse que só fez aquilo tudo porque Zoom lhe fez uma promessa, para quem não sabe Zoom é o Flash Reverso de um universo paralelo, o que na minha opinião foi uma sacaga genial da serie, o Flash Reverso foi morto na primeira temporada e não teria muita lógica ele ressussitar, agora se a serie realmente trouxer um Flash Reverso de uma realidade paralela para ser o vilão da serie, merece meus mais sinceros aplausos.

 Já não é novidade que o seriado da CW irá abortar realidades paralelas assim como é muito comum nos quadrinhos mas ainda não da pra saber como vai ser isso, é claro que a singularidade vai ser responsavel por toda essa bagunça nas realidades mas é cedo ainda para dizer se vai funcionar bem ou não, até o momento eu to bem esperançoso.

Dia do Flash

 Não poderia deixar de comentar a genial referência ao bat-sinal do Batman, quando Caitlin (Danielle Panabaker) pergunta para o Cisco (Carlos Valdes) de onde ele teve a idéia ele responde: "não sei, devo ter visto em algum quadrinho", genial!

 Barry recebeu um pen drive a pedido do Dr. Whells (Tom Cavanagh) que gravou antes de sua morte admitindo que matou a mãe de Barry, com isso o pai do rapaz está livre, finalmente podemos deixar essa novelinha de tirar o pai da cadeia de lado.

 O momento mais impactante sem dúvidas foi no final do episódio, em que Jay Garrick (Teddy Sears) aparece no S.T.A.R. labs procurando pelo Barry, o próximo episódio se chama Flash of Two Worlds, então podemos aguardar por um episódio muito bacana na semana que vem.

 Preview do próximo episódio: