Jogos de Mundo Aberto: Necessidade, Tendência ou Comodidade?

 É inegável dizer que os jogos de mundo aberto é o gênero de maior sucesso no mundo dos games atualmente, franquias que até então possuiam uma campanha "linear" estão agora adotando essa tendência, é o caso de franquias como Metal Gear Solid e Uncharted, no entanto há muitos jogos que ao invés de aproveitarem esse novo leque de possibilidades estão cada vez mais apostando em fórmulas que já deram certo e um gameplay muitas vezes repetitido e desnecessário.


jogos de mundo aberto
Metal Gear Solid V: The Phantom Pain apresenta um mundo aberto

 É claro que para falar de jogos de mundo aberto é impossível não mencionar a franquia GTA, a serie que já era poderosa ficou ainda maior quando GTA III foi lançado, pela primeira vez o game apresentava um cenário em 3D e uma perspectiva em terceira pessoa, a cada nova versão lançada o game melhorou cada vez mais seu mundo aberto, GTA V, o último jogo da franquia até então é praticamente um simulador da vida real, aproveitando os recursos do mundo aberto da pra jogar tênis, andar de bicicleta pela praia, tirar selfies, ir em boates, etc, o melhor exemplo de como um jogo de sandbox deve ser feito.

 Infelizmente muitos outros jogos que apostaram nesse formato não foram tão felizes: jogos como Assassin's Creed, Mad Max, Shadow of Mordor, e diversos outros que possuem aspectos igualmente repetitivos e cansativos, encontrar itens, escalar alguma torre ou coisa do tipo para liberar um pedaço do mapa, por ai vai, cada game tem suas próprias caracteristicas mas sempre quando eu pego um novo jogo de mundo aberto eu fico com aquela sensação de "eu já vi isso antes em algum outro jogo".

jogos de mundo aberto
Gostou de sincronizar o mapa? Você fará isso de novo, e de novo, e de novo...

 A vantagem de um game de mundo aberto é que você pode seguir na história principal do game quando quiser, enquanto você não faz isso pode explorar o mundo, fazer missões secundárias e procurar itens, isso seria muito melhor senão fosse tão repetitivo, as missões secundárias dos jogos estão cada vez mais preguiçosas, pior ainda é ficar procurando báus e colecionáveis pelo mapa, mais dificíl que coletar tudo é sua paciência não acabar devido a tamanha preguiça dos desenvolvedores para inovar.

 Gosto de comparar essa tendência dos jogos de mundo aberto com os antigos beat 'n' up (jogos de briga de rua), na época dos Arcades eles eram a maior febre e viveram relativamente bem nos consoles também, no entanto tinha tantos jogos no mercado iguais que o gênero foi sendo jogado cada vez mais de lado, quantos jogos de beat 'n' up saem por ano atualmente? Um no máximo talvez (sem contar os indies), os desenvolvedores poderiam colocar nos beat 'n' ups elementos de RPG, coletar itens para dar power ups, desbloquear novos personagens, adquirir novos golpes, eu não estou citando nada que era impossível para eles fazerem na época, os desenvolvedores por sua vez apenas apostaram em clones do Street of Rage e Final Fight, resoltado? O gênero morreu.

jogos de mundo aberto
Watchdogs prometia ser revolucionario e se tornou mais do mesmo

 Na maioria destes jogos de mundo aberto a campanha principal é excelente mas o que é mais desanimador é que ela em muitas vezes representa 30% ou menos do conteudo total do game, você compra um jogo que eles prometem ter 20 horas de jogatina e a campanha principal você termina em menos de 5 horas, o resto do tempo seria pra procurar itens espalhados pelo mapa, ta de sacanagem né?

 Todos os jogos que eu tenho citado aqui eu gosto deles, mas estou ficando cada vez mais saturado entende? Cada vez mais me chamam menos a atenção, até chegar certo ponto que eu vou ignora-los completamente, infelizmente se as desenvolvedoras não aproveitarem o potêncial dos sandbox, o que deu certo eles aproveitam cada vez mais e parece existir um medo grande em inovar.

 Quer mais do mesmo compre um grande lançamento, quer um jogo inovador, procure os games indies, infelizmente a realidade atualmente é essa.

jogos de mundo aberto
Mad Max é bonito e nem um pouco original

 Games de grande sucesso como The Last of Us ou Gears of War nem precisaram recorrer a tendência do momento, e são verdades obras de arte, o enredo é muito bem elaborado e você nunca tem aquele sentimento de estar fazendo a mesma coisa várias e várias vezes, como eu posso dizer isso? O game não tenta te enrolar.

 Os jogos de mundo aberto vão durar por muito tempo ainda, o problema é essa fórmula atual de games iguais, eventuamente as pessoas vão se cansar de escalar torres ou procurar báus, eu mesmo já estou de saco cheio, porque hoje em dia não temos grandes nomes de desenvolvedores como antigamente? Porque hoje em dia as pessoas apenas seguem uma receita de bolo e não tem coragem de se arriscar.

 Antigamente os maiores games saiam do Japão para o mundo, atualmente os jogos partem de desenvolvedoras norteamericanas, porque até hoje então os nomes grandes são Hideo Kojima, Shinji Mikami, Shigeru Miyamoto, Keiji Inafune e compania? A resposta está ai em uma industria cada vez mais genérica.