Alan Wake: Um game surpreendente que vale a pena ser jogado

 Alan Wake foi lançado em 2010 para o Xbox 360 e em 2012 para os PCs, desenvolvido pela Remedy Entertainment (Max Payne, Quantum Break) e publicado pela Microsoft Game Studios, o jogo resgata o velho estilo survival horror presente em games como Silent Hill, Alone in the Dark e os Resident Evils clássicos, tudo acompanhado de uma excelente trilha sonora e um gameplay viciante.


alan wake
 No game nós assumimos a pele de Alan Wake, um famoso escritor de romances de terror que estava a mais de dois anos sofrendo de um bloqueio criativo, ele e sua esposa Alice então decidem tirar ferias em uma pequena cidade chamada Bright Falls.

 Alan e Alice acabam tendo uma discussão, após isso sua esposa acaba desaparecendo de uma forma misteriosa e sobrenatural, Alan Wake então se mete em uma trama assombrosa na tentativa de reencontrar sua esposa e tentar entender os eventos paranormais que cercam o pequeno vilarejo de Bright Falls.

alan wake
A luz contra as sombras
 O enredo é sem sombra de duvidas um dos pontos mais fortes de Alan Wake, apesar da trama ser um pouco confusa e necessitar muito de uma interpretação para entender o que realmente está acontecendo ela consegue te prender desde os primeiros momentos, se curte um jogo com muita história e longos diálogos com certeza Alan Wake vai te conquistar assim como me conquistou.

 Outro ponto absurdamente forte no Alan Wake é a trilha sonora, uma das melhores trilhas em games atuais, para quem presta atenção nesse quesito recomendo entrar no Youtube procurar as canções e se encantar, tem até mesmo David Bowie no repertorio!

 Uma curiosidade: quem acompanha o 54cores a bastante tempo já chegou a ver a postagem que fiz sobre o game Apocalypse do Playstation (clique aqui e leia a matéria), eu cheguei a falar da cantora estadunidense Poe (que fez uma ponta no jogo e teve algumas canções no jogo), então, no final do segundo episódio toca uma música dessa cantora, uma das mais legais do jogo, clique aqui para ouvi-la.

alan wake
Pelo cenário tava claro que iria dar merda...
 Mas não é apenas de mil maravilhas que vive Alan Wake, há uma inconstância forte nos gráficos do jogo, enquanto há momentos que são belíssimos outros parecem que tiveram pouca atenção por conta dos desenvolvedores, mas não da pra culpar a Remedy, houve tantos problemas no desenvolvimento do jogo que foi um verdadeiro milagre ele ter saído (Alan Wake foi anunciado por volta de 2005/2006 para terem uma ideia).

 A jogabilidade do game não chega a ser ruim mas está longe de ser perfeita, dirigir carros por exemplo é uma tarefa triste, por sorte são poucos momentos que precisaremos colocar as mãos no volante.

alan wake
Alan Wake's American Nightmare
 Um destaque especial para pequenos detalhes espalhados ao longo da campanha, como a estação de rádio e as TVs em que podemos assistir a episódios de um seriado de terror chamado Night Springs, ao que parece foi claramente inspirada na serie clássica dos anos 60 The Twilight Zone (ou como era conhecida aqui no Brasil: Além da Imaginação), quem é mais novo provavelmente nunca ouviu falar mas inspirou diversos filmes e seriados que vieram em seguida.

 Para quem quiser conhecer mais a respeito clique aqui e confira um episódio de The Twilight Zone que encontrei dublado no Youtube, vale a pena conhecer.

alan wake
A lanterna é sua melhor amiga, ou seria miga? 
 Muito se fala sobre uma continuação de Alan Wake, não é impossível mas aparentemente é algo para se esperar em um futuro distante, foram lançadas algumas DLCs, são bacanas mas não se equivalem ao game original.

 Alan Wake foi um game que me surpreendeu muito, quando foi lançado confesso que o ignorei mas foi apenas jogar um pouco e fiquei completamente encantado, vale a pena jogar e curtir esse game que foi feito com tanto carinho, para quem é fã de escritores como Stephen King, H.P Lovecraft, quadrinhos como Hellblazer, series e filmes como The Twilight Zone e/ou jogos como Alone in the Dark, Resident Evil e Silent Hill vai amar Alan Wake, recomendo!