Juiz Dredd: Ano Um (Crítica)

 Juiz Dredd: Ano Um conta um pouco das primeiras aventuras do juiz patrulheiro de Mega City One, um Juiz recém formado da academia e um pouco imprudente e inexperiente, um arco que pode agradar a todos os fãs do personagem britânico da 2000AD (pelo menos agradou demais a mim).


juiz dredd: ano um
 Escrito por Matt Smith (não o Doctor, Smith também escreve Juiz Dredd Magazine) e desenhado por Simon Coleby (The Authority), o encadernado publicado pela editora Mythos reúne as 5 primeiras edições de Judge Dredd: Year One, de brinde o quadrinho vem com um chaveiro bem bacana (que eu uso para colocar as chaves do armário do meu trabalho).

 O Juiz Joe Dredd está atuando nas ruas a pouco mais de um ano, após passar 15 anos na academia se preparando para se tornar um Juiz, ele acaba se envolvendo em um caso que garotos do subúrbio começam a desenvolver poderes paranormais e pretendem iniciar uma anarquia na grande metrópole, Dredd então precisará contar com a Divisão Psi para impedir que os jovens meliantes destruam a ordem.

juiz dredd: ano um
Dredd contra alguns vagals
 Sempre vi o Dredd como um personagem implacável e foi bacana ler um quadrinho em que o Juiz comete vários erros, ele paga caro por sua inexperiência e precipitação, nem o maior de todos os juízes de Mega City surgiu no topo, os argumentos do Matt Smith são muito bons, um roteirista que com oportunidade pode ainda chamar muita atenção.

 A arte de Simon Coleby por sua vez merece seus devidos aplausos, o jogo de luz e sombra, os combates e os ângulos que os quadros são desenhados dão um charme único para esse quadrinho.

juiz dredd: ano um
Malditos Punks
 Juiz Dredd: Ano Um é também uma excelente porta de entrada para novos leitores, aquele universo futurista totalitário não é totalmente explicado o que desperta a curiosidade dos amantes de quadrinhos.

 Diria que Juiz Dredd: Ano Um é um quadrinho que explica a origem do protagonista enquanto Juiz Dredd: Origens serve para conhecermos um pouco mais sobre o universo em que as narrativas se ambientam (breve falarei sobre Dredd Origens).