Grandes Astros: Brian Azzarello (100 Balas, Hellblazer, Mulher-Maravilha, Batman)

  Uma dica para quem quer ler bons quadrinhos é procurar por bons roteiristas, com essa ideia em mente eu decidi criar uma serie de postagens dedicadas a grandes escritores do mundo das HQs, para começar bem vamos falar um pouquinho de Brian Azzarello e de toda loucura que cerca sua mente insana.



 Brian Azzarello foi pouco a pouco conquistando minha admiração, hoje em dia eu compro qualquer coisa na banca em que tenha seu nome escrito na capa, seu trabalho mais famoso e longevo é sem sombra de dúvidas alguma o 100 Balas, seus principais trabalhos estão na DC e na Vertigo e atualmente ele vem escrevendo Batman: O Cavaleiro das Trevas 3 (apesar de ter o nome do Frank Miller bem grande na capa os roteiros são de Azzarello).

 Entre os trabalhos da Vertigo em que Brian Azzarello trabalhou eu indico Lovelles: Terra Sem Lei, um western adulto com muita violência e cheio da insanidade do escritor estadunidense, pode ser facilmente encontrado em 4 encadernados que compilam toda a história (eu encontrei os 2 primeiros volumes em um sebo, como eu disse, vi o nome Brian Azzarello na capa e comprei).



 A fase de Brian Azzarello em Hellblazer não é a minha predileta mas ainda sim eu curto bastante as histórias, se for pra indicar um arco em que Azarello escreveu eu indico sem sombra alguma Congelado, uma história muito simples mas vão tão bem escrita mas tão bem escrita que você não consegue parar de ler até descobrir o que vai acontecer no final.

 Nos Novos 52 o roteirista ficou encarregado de escrever as histórias da Mulher-Maravilha, está em bancas o encadernado Mulher-Maravilha: Guerra, que reúne as histórias do primeiro arco que escreveu, ainda não pude ler porque meu exemplar ainda não chegou mas pretendo falar mais a respeito deste quadrinho em um futuro próximo.

Azzarello e Lee Bermejo escreveram HQs fantásticas como Coringa e Lex Luthor: Homem de Aço.
 Vou indicar 2 quadrinhos que foram brilhantemente escritos pelo Brian Azzarello em conjunto com os desenhos do Lee Bermejo, Lex Luthor: Homem de Aço e Coringa, a primeira você aprende a gostar do Lex como vilão e a segunda você compreende um pouco como a mente do Coringa é insana.

 Brian Azzarello tem o talento de pegar histórias simples e torna-las fantásticas, isso é porque ele sabe trabalhar com a personalidade dos personagens, seja a insanidade do Coringa, o sarcasmo do John Constantine, a depressão de Bruce Banner ou a inveja de Lex Luthor, ele consegue ver a essência de cada personagem e transmitir brilhantemente para as páginas dos quadrinhos como poucos roteiristas conseguiram ao longo dos anos.

 O roteirista já ganhou um Eisner pelo seu trabalho em 100 Balas, para quem não conhece o Eisner Award é a maior premiação dos quadrinhos, explicando de uma forma leiga o Eisner é o "Oscar" das HQs.

Cavaleiro das Trevas 3 mescla crítica e elogios
 Se você gosta dos quadrinhos da Vertigo, quadrinhos policiais e histórias com muita violência e com personagens bem desenvolvidos você deve procurar os trabalhos do Brian Azzarello, as vezes ele erra um pouco a mão mas geralmente seus quadrinhos são de ótimos há excelentes, é o tipo de roteirista que eu confio no material sem ao menos ter a menor ideia do que se trata, é em poucos que deposito tal confiança.