Shade, O Homem Mutável: O Grito Americano

 Enfim mais um clássico da Vertigo chegou as bancas, Shade, O Homem Mutável: O Grito Americano veio de forma modesta e vem ganhando notoriedade no maior estilo "boca a boca", quem leu amou o quadrinho e vai recomendando para os outros, não posso quebrar essa corrente afinal o quadrinho é fantástico.

shade o homem mutavel
 Shade, O Homem Mutável: O Grito Americano é escrito pelo britânico Peter Milligan (Hellblazer) e desenhado pelo Chris Bachalo (desenhou duas minisséries de Morte escritas pelo Neil Gaiman), o encadernado reúne os volumes 1 a 6 de Shade, The Changing Man publicados originalmente em 1990.


 Vale citar que Shade foi criado por Steve Ditko, que ao lado de Stan Lee criou o Homem-Aranha e Doutor Estranho, entre diversos outros personagens que nasceram do lápis do artista estadunidense.

shade o homem mutavel
O Grito Americano
 No quadrinho nós conhecemos Rac Shade, um ser que veio da dimensão Meta para impedir que a loucura se manifeste e destrua seu mundo e o nosso.

 Para adentrar ao mundo humano Shade precisou se apoderar de um corpo humano, é então que ele acaba roubando o corpo de Troy Grenzer, um serial killer preste a ser morto na cadeira elétrica por seus inúmeros crimes.

 Para tornar a trama ainda mais interessante Shade precisará da ajuda de Kathy George, filha de uma das ultimas vítimas de Grenzer antes de ser pego.

shade o homem mutavel
Shade e Kathy
 Shade, O Homem Mutável é um quadrinho diferente de tudo que você pode encontrar nas bancas, uma grande psicodelia de imagens e cores e uma narrativa pouco linear.

 O quadrinho consegue passar de temas como o assassinato de John F. KennedyHollywood, ao mesmo tempo que aborta o racismo, depressão e outros temas que hoje em dia poucos tem a coragem de falar,

 Rac Shade é um personagem muito interessante mas o grande destaque do quadrinho na minha opinião foi a construção de Kathy George, a garota é extremamente depressiva e complexa, entregue ao alcoolismo e a um estilo de vida destrutivo ela não consegue lidar com o mundo a sua volta e para complicar ainda mais precisará ajudar Shade que carrega o corpo do carrasco que matou seus pais, se você achou Jessica Jones complexa é porque ainda não conheceu Kathy, simplesmente amei a narrativa dela e foi o que mais me deu vontade de continuar acompanhando o quadrinho.

shade o homem mutavel
Mano, olha essas cores
 Ao que aparenta Shade terá pelo menos mais dois encadernados, um quadrinho adulto com uma narrativa pouco tradicional e nem um pouco previsível, vale demais a leitura principalmente se curte quadrinhos diferentes do habitual, Shade na minha opinião é uma prova clara que hoje a Vertigo é a melhor editora de quadrinhos que se tem no mercado, obrigado Panini por trazer este clássico as bancas.

 Ficou interessado em Shade, O Homem Mutável? Clica aqui e compra lá na Comix antes que se esgote, vai valer cada centavo do seu investimento, eu garanto.