Hellblazer Origens: A Brilhante Fase de Jamie Delano com John Constantine

 Recentemente eu terminei de ler a fase de Jamie Delano em Hellblazer, aqui no Brasil essa fase foi republicada recentemente em sete encadernados, em Hellblazer Origens, vamos analisar a fase do primeiro roteirista a cuidar do mago de Liverpool.




 Se quiser entender a ordem cronológica de Hellblazer clique aqui.

 Hellblazer Origens compilou cerca de 40 edições de Hellblazer e duas de Monstro do Pântano, a maior parte dos roteiros foram assinados por Jamie Delano com raras exceções em que roteiristas como Neil Gaiman e Grant Morrisson assumiram a tarefa.

 Grandes artistas também fizeram sua passagem pelo quadrinho, John Ridgway foi o primeiro a desenhar John Constantine, David Lloyd (V de Vingança), Dave McKean (Sandman) e muitos outros também deixaram sua marca.


 O primeiro arco intitulado "fome" já nos da um grande panorama do que está por vir, John Constantine precisará limpar a sujeira que seu amigo Gary Lester arrumou, a principio o personagem parece apenas um viciado repulsivo no entanto pouco a pouco vamos tendo uma dimensão de como as ações de Constantine ferraram todos seus amigos no passado.

 Newcastle é o arco mais famoso dessa fase por definir os conceitos do quadrinho, John Constantine ainda adolescente com sua banda Membrana Mucosa tentam realizar um exorcismo no entanto acabaram condenando a alma de uma garotinha ao inferno, esse também foi o primeiro encontro do mago com seu arqui inimigo, o demônio Nergal.

 Muitos capítulos pouco tiveram o envolvimento da magia, entre esses quadrinhos a saga do Homem de Família merece seu destaque, no arco John Constantine precisará fugir de um assassino em serie sádico, o fechamento da saga foi brilhante, vale muito a pena ler.


 Muitos personagens recorrentes da serie já foram apresentados nessas histórias, Chas, o taxista amigo (carrasco) de Constantine, Marj e sua filha Mercury e a misteriosa Zed.

 Hellblazer não é o tipo de quadrinho indicado para quem está começando a ler, sua narrativa nem sempre é linear e a linha que separa realidade com delírios é bastante tênue, Hellblazer Origens pode agradar bem quem gosta dos quadrinhos da Vertigo e suas histórias demandam uma boa dedicação, no entanto vale demais a pena, a fase de Garth Ennis é mais aclamada mas Jamie Delano trabalhou brilhantemente com o personagem, servindo de inspiração até os últimos dias do quadrinho.