Stella Deus: The Gate of Eternity (Review)

 Já faz um tempinho que queria falar sobre Stella Deus mas queria dedicar um pouco mais do meu tempo jogando para poder dizer com maior propriedade do título, apesar de ainda não ter finalizado o game ainda com mais de 40 horas de gameplay da pra dizer bastante coisa do jogo com propriedade não é mesmo?



 Stella Deus: The Gate of Eternity é um RPG tático lançado em outubro de 2004 para o Playstation 2, o jogo foi lançado e distribuído pela Atlus empresa responsável por series como Megami Tensei e Persona.

 O jogo se passa em um mundo chamado Solum que foi submerso em um gás chamado Miasma que devastou todo o planeta, no meio a este caos um homem chamado Dignus se proclamou imperador e começou a governar o mundo impondo sua violência e regendo seu mandado com mãos de ferro.

 No game nos acompanhamos Spero, Linea e seu grupo em busca do Gate of Eternity, uma lenda que acreditam que seja real e que seja a esperança de salvar o planeta.


 A mecânica do jogo é bem simples, os personagens gastam uma barra de energia chamada "AP" para executar suas ações, portanto se você se movimentar demais perderá a oportunidade de atacar ou se der dois ou mais golpes não vai poder mover o personagem durante o turno, quanto mais "AP" gastarmos durante o turno mais demorado será para usar este mesmo personagem, temos também uma barra de magia e podemos usar itens durante as batalhas, um grande diferencial são os ataques combinados, que além de darem bastante dano tem umas animações bem bacanas.

 Stella Deus tem um sistema de catacumbas que podemos usar para evoluir os personagens e podemos comprar equipamentos e combinar itens, tudo bem intuitivo e fácil de aprender.

 Alguns pontos do game eu achei bem negativos, a história e um pouco arrastada e há bastante fases que estão lá apenas para preencherem espaço, a dublagem em inglês também deixa muito a desejar, nada que tire o charme do jogo mas está longe de ser boa.


 Outro ponto bem legal no game é a possibilidade de personalizar cada personagem a nosso gosto, é claro que cada personagem se encaixa melhor pra um tipo de função mas podemos optimizar os chars em seus atributos e magias para funcionarem na estratégia que mais gostarmos, para quem curte RPG tático se prepare para perder muitas noites de sono editando sua party.

 Stella Deus: The Gate of Eternity é sim um game que eu recomendo, e se curte JRPGs com certeza vai adorar este.