Akira Kurosawa's Dreams (Sonhos)

 Sonhos foi um dos últimos filmes dirigidos pelo Akira Kurosawa, o filme impressiona por seus pequenos detalhes e por trazer um ritmo não convencional a sétima arte, uma obra prima que precisa ser observada em todos os aspectos.


 Sonhos é um filme de 1990, uma produção japonesa e estadunidense baseada em sonhos reais que o diretor Akira Kurosawa teve ao longo de sua vida, o filme se divide em oito histórias distintas (oito sonhos), com temáticas parecidas que acabam unindo o filme de certa forma.

 O filme se baseia mais em imagens do que em diálogos, tornando seu visual muito mais artístico e despertando a curiosidade no espectador.

O Demônio que chora

 O filme abusa da psicologia das cores para exercer um papel narrativo durante os sonhos, abusando bem deste recurso quando o diretor quer transmitir curiosidade, medo, segurança, e outros sentimentos, para qualquer estudante de artes, psicologia ou design, Sonhos é uma verdadeira aula.

 A interpretação do filme depende da sensibilidade artística do espectador, de como as cores e imagens afetam cada pessoa e como ela interpreta a ligação entre os sonhos, não há uma analise definitiva, portanto recomendo assistir com total atenção a esta obra.

Corvos

 Um detalhe interessante, no quinto sonho, intitulado Corvos, o cineastra Martin Scorsese interpreta o pintor Vincent Van Goth, é talvez o capitulo mais famoso deste filme.

 Me apaixonei por todos os sonhos do filme mas em destaque para O jardim das pessegueiras e O vilarejo dos moinhos, são de arrancar lágrimas.

 Já assistiu Sonhos? Deixe suas opiniões nos comentários.