Batman Asilo Arkham: Uma casa Séria em um Sério mundo

 Juntar a mente conturbada de Grant Morrison com a arte psicodélica de Dave McKean não poderia dar em outro lugar senão o Asilo Arkham, uma graphic novel repleta de loucura e questões profundas, vamos então entrar nessa casa séria em um sério mundo!



 O escocês Grant Morrison gosta de coisas estranhas, provavelmente se você está lendo A Patrulha do Destino entende bem o que estou falando, além do Batman: Asilo Arkham o escritor também já escreveu outras obras do cruzado encapuzado como Corporação Batman, Batman; Descanse em paz; Batman e Filho; dentre outras obras.

 O designer Dave McKean não costuma desenhar muitos quadrinhos apesar de ser rotineiro seu trabalho em capas, entre seus trabalhos mais conhecidos estão as capas de Sandman e Hellblazer, sua arte mistura pintura, colagem, fotografias e diversos outros elementos que tornam seus trabalhos únicos.


 O Asilo Arkham foi tomado pelos internos ao comando do Coringa, como pedido de resgate os internos exigem que o Batman adentre o asilo sozinho, lá ele passará por diversas perturbações e questionamentos, diversas vezes o vigilante se questionará se ele também pertence ou não aquele lugar.

 A trama também gira em torno da vida do criador do asilo psiquiátrico, Amadeus Arkham, que aos poucos começa a enlouquecer, tornando-se um interno como aqueles que dedicou sua vida estudando.


 Ah, só uma pequena curiosidade: O Asilo Arkham apareceu pela primeira vez em Batman #258, história publicada em outubro de 1974 escrita pelo grande Dennis O'Neil, o asilo foi inspirado na cidade Arkham das historias do escritor H.P. Lovecraft.

 Batman: Asilo Arkham é um excelente quadrinho que foge do padrão de histórias de super heróis, uma obra igualmente perturbadora e encantadora, vale demais a leitura e por favor, tente não enlouquecer.

 Já leu o quadrinho? Deixe sua opinião nos comentários, abraços!